Jujutsu - INJTO uma arte de legítima defesa Japonesa, arte so samurai
Call Support +351 969 020 590
Know more about Nippon Jujustu & Taihojutsu

Jujutsu

Tipos de Reação Perante Ataques

Jujutsu

SEM é a intuição ou perceção do ataque do adversário e segundo a natureza da mesma, a reação pode produzir-se:


1º Depois do ataque (GO-NOS-SEN)
2º Ao mesmo tempo que o ataque (TAI-NO-SEN)
3º Antes que se inicie o ataque (SEM-NO-SEN)
Os mestres antigos de ZEN e BUDO afirmavam que entre a perceção e a reação não deve caber nem a espessura de um cabelo.


GO-NO-SEN é quando se espera até ao último momento para evitar o ataque ou também quando o ataque nos surpreende (perceção tardia). Igualmente para o adversário que está lançado é demasiado tarde para mudar de ataque.
Nossa resposta será datada no último momento como resistência ou contra ataque.
Nossa resposta será dada no último momento para evitar o ataque.


TAI-NO-SEN é a perceção do ataque no mesmo momento que se produz, desencadeando-se a reação ao mesmo tempo.

Ataque e resposta são simultâneos.

SEN-NO-SEN é a perceção ao ataque antes dele se dar. A observação atenta do adversário e a intuição permite captar a intenção do ataque e a resposta é dada antecipando-se à ação do ataque. O SEM-NO-SEM só é possível quando o domínio da técnica é total e a mente se encontra num estado de total disponibilidade, sem deixar-se influenciar por nenhuma circunstância.


Uma das escolas mais antigas das Artes Marciais, TENSHIN SHN´YO-RYU (JUJUTSU), distingue três estados de espírito perante a realização de uma técnica:

1º ZEN SHIN referindo-se à atenção, disponibilidade e decisão prévia à realização de uma técnica.
2º TSU SHIN a concentração absoluta que é preciso conservar durante a realização de uma técnica.
3º ZAN SHIN manter a vigilância sem abandonar a atenção depois de realizar uma técnica.

Outro fato muito importante a ter em conta do JUJUTSU é a distância; espaço e tempo são conceitos muito importantes até ao ponto em que o momento do encontro é definido e redundará em benefício ao que souber dominar ambos os factores em sua acção.


A distância (MAAI) é o espaço que separa TORI de UKE em função da arma empregada, ou do tipo de ataque que se vá realizar;

TECHIKAMA (Distância Curta) – UKE e TORI estão a uma distância inferior a um passo e pode produzir-se um ataque sem aproximação prévia.
É Possível a surpresa, não há tempo para reflecção e toda a reação defensiva necessita da ajuda de um ATÉMI Prévio.

MA (distância média) – UKE e TORI estão a uma distância superior a um passo. UKE necessita aproximar-se (dar um passo) para alcançar TORI no seu ataque.
Há um pouco de tempo para a reação, embora surpresa também seja possível. Pode-se utilizar o impulso da atacante com a esquiva.

TOMA (distância grande) – UKE e TORI encontram-se separados três ou quatro passos de distância um do outro. Há tempo de perceber o ataque e reflexionar.
A surpresa é mais difícil nesta distância, que por outra parte é ideal para utilizar o impulso do atacante em seu benefício.

O JUJUTSU e os princípios SHIN-GI-TAI

SHIN (espírito):

Decisão de defesa e neutralização do oponente.
Atitude vigilante e alerta constante.
Autodomínio, controle dos gestos e da expressão do rosto.
Respeito ao professor, DOJO, companheiro, etc., em todo o momento em que se sai do DOJO.
Sinceridade em todas as ações, manifestação do KI.

GI (técnica):

MA-AI dinâmico, ideal para cada situação.

Técnicas realizadas corretamente, sem vacilar nem equivocar-se.
Estilo e espontaneidade, reflexos, harmonia nas ações.
Coordenação e equilíbrio.
Velocidade de reação sem brusquidão, nem força bruta.
Ritmo constante de trabalho, nem lento nem precipitado.

TAI-SABAKI correto.

Postura e atitude (HARA).

TAI (corpo):

Potência e eficácia em cada ação.
Flexibilidade.
Resistência física para poder manter um bom ritmo durante o treino.
Agilidade na esquiva, velocidade na reacção.


JUJUTSU a sua prática depois dos 40 anos.

O Processo biológico de envelhecimento do corpo humano a partir dos 30 anos caracteriza-se por:

Perda lenta e paulatinamente da capacidade de adaptação e reorientação dos órgãos.
Diminuição do volume4 de massa muscular por perda de elasticidade, agua e minerais nos sendo cada vez mais vulneráveis às distensões.
Diminuição das faculdades dos sistema nervoso que afeta a coordenação, a concentração e a perceção-reação.

Diminuição do rendimento do sistema cardio-circulatório e pulmonar, por alterações degenerativas nas paredes das artérias e veias, e obstrução de grande número de pequenos capilares, causando aumento da pressão arterial, menor capacidade respiratória por perda de elestecidade dos pulmões.
Os ossos endurecem ficando mais frágeis e menos flexíveis.
O exercício físico e neste caso a prática do JUJUTSU, Contribui para manter a aptidão física, para realizar esforços motores (coordenação, agilidade, flexibilidade, força, velocidade, resistência) até uma idade muito avançada.
Dado que o número máximo de pulsações que o coração pode alcançar durante o exercício diminui com a idade, o ritmo de trabalho para cada pessoa será determinado por esta observação sem falta da seguinte regra: retirar a 180 o número de anos.
Assim, uma pessoa de 40 anos: 180-40 = 140 pulsações por minuto que não deve ultrapassar em nenhum momento do seu treinamento.
A prática do Jujutsu melhora o rendimento do coração, pulmões, músculos, o metabolismo e o sistema endocrínico.

ancient-nippon.jujutsu
Jujustsu-as-a-sport
jujutsu-nippon-martial-art-portugal
Jujutsu-portugal-japonese-marcial-art
jujutsu-personal-defence-japonese-martial-arts